Sexta-feira, 9 de Dezembro de 2022

Carreiras de Estado preparam grande mobilização para o dia 22 de julho
Assembleia ocorreu na terça-feira, dia 14/7

Durante Assembleia Geral realizada na tarde desta terça-feira, 14/7, os membros do Fonacate aprovaram o apoio à marcha e a convocação de todos os servidores públicos para participarem do ato. O SindPFA foi representado por seu Diretor Presidente Substituto, Leonardo Queiroz.

“Nossa união nesse momento é muito importante. Somente juntos teremos força pra negociar por um reajuste digno para todos os servidores públicos”, disse o presidente do Fonacate, Roberto Kupski.

A proposta de 21,3% apresentada pelo governo, dividida em parcelas anuais de 5,5%, 5%, 4,75% e 4,5%, de 2016 a 2019, respectivamente, foi rejeitada pelo Fórum e afiliadas (saiba mais aqui).

As entidades cobram ainda a recomposição de benefícios e indenizações, como diárias e adicional de deslocamento, congelados desde julho de 2009, e a regulamentação da Convenção 151 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que trata da negociação coletiva no serviço público.

Outro tema debatido na Assembleia foi o impacto do corte orçamentário da União na execução das atividades exclusivas de Estado. De acordo com o secretário-geral do Fonacate, Rudinei Marques, alguns órgãos já deixaram de pagar o aluguel de suas sedes por falta de recursos, outros estão cortando a contratação de estagiários ou diminuindo os terceirizados, além da restrição de verbas de custeio e diárias, que vem comprometendo atividades-fim das carreiras de Estado.

O Fórum irá preparar um documento para ser entregue ao Governo Federal apontando os prejuízos do corte nas atividades das carreiras de Estado.

Por KASSIO ALEXANDRE BORBA

Coordenador Executivo