Sábado, 20 de Abril de 2024

SindPFA dialoga com representantes do agronegócio brasileiro
Em seminário do setor, Sindicato apresentou a proposta de um novo Instituto de Terras

Convidado por Gustavo Diniz Junqueira, Presidente da Sociedade Rural Brasileira – SRB, o Diretor Presidente do Sindicato Nacional dos Peritos Federais Agrários – SindPFA participou como palestrante do Seminário “Desafios regulatórios do Agronegócio no cenário das Eleições”, promovido pela entidade nessa terça-feira, 26/8, em São Paulo-SP. O Delegado Sindical do SindPFA em São Paulo, André Dosualdo, também participou do evento como convidado, na plateia.

O painel começou com a fala do Advogado Rudy Ferraz, especializado na área. Logo após, Ricardo apresentou aos presentes a proposta do SindPFA de criação de um novo Instituto de Terras de âmbito nacional, órgão de Estado capaz de fazer a governança agrária e minimizar ou sanar problemas que causam insegurança jurídica no campo, como a falta de regularização fundiária, as deficiências cadastrais, os títulos não ratificados em faixa de fronteira, o desconhecimento da compra de imóveis rurais por estrangeiros, entre outros.

A fala do Diretor Presidente do SindPFA foi sucedida por Eduardo Riedel, Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) e por Richard Torsiano, Diretor de Ordenamento da Estrutura Fundiária do Incra, que tentou minimizar os problemas ou atribuí-los a outros órgãos da Administração Pública Federal. O representante do Incra tratou de repetir os discursos que a direção do órgão vem empregando para enaltecer suas ações sabidamente deficitárias, numa tentativa de desqualificar a proposta do SindPFA.

No entanto, em seguida, falou Julio Toledo Piza, Vice-Presidente da SRB e moderador do painel, que notadamente contrapôs-se ao representante do Incra ao dizer que “há uma percepção geral de insegurança jurídica na governança de terras do país”, destacando que a proposta levada pelo SindPFA é uma boa alternativa para reduzir a insegurança jurídica no campo, fala com que encerrou o painel.

Fundada em 1919, a Sociedade Rural Brasileira é uma das maiores e mais representativas entidades do agronegócio no país, com grande influência política. Sete de seus ex-presidentes foram secretários de Agricultura de São Paulo, três ex-presidentes foram ministros da Agricultura e um diretor foi ministro da Fazenda. A SRB é cofundadora e cogestora do sistema Agrishow, e realizadora do Global Agribusiness Forum.

Mais informações sobre o evento podem ser consultadas aqui.

Por KASSIO ALEXANDRE BORBA

Coordenador Executivo