Terça-feira, 21 de Maio de 2024

Balanço dos trabalhos da semana
Um relatório das articulações realizadas de 20 a 23 de maio

Por FRANCISCO ROMEU FERREIRA LEAL

Os artigos e os comentários não representam necessariamente a opinião do Sindicato; a responsabilidade sobre eles é dos autores.
Veja aqui os Termos de Uso do Site.

Durante a semana de 20 de maio, Marcelo Parente (SR-24 / PI) e eu estivemos em Brasília para auxiliar a Diretoria nas articulações da Campanha Salarial.
Após a confirmação de cancelamento da reunião do SindPFA com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MPOG, mais uma vez se desfaz uma expectativa criada pelos mais otimistas e se confirma um cenário sombrio na visão dos mais pessimistas ou realistas, vamos dizer assim. 

No entanto, ao se avaliar o andamento de todo esse processo longo e penoso, observo que os avanços que até agora conseguimos (ou pelo menos contatos iniciados) se deram nos momentos de intensificação das mobilizações, seja nos estados ou em Brasília, especialmente após a realização do II Encontro de Delegados Sindicais, realizado em abril, onde foi notável a mobilização produzida pelos Peritos e pelos Delegados nos Estados, bem como a profissionalização dos processos buscada pela Diretoria. 

Neste momento o trabalho que estamos realizando é focado nas lideranças: consiste em buscar o apoio e a assinatura de uma Moção para ser encaminhada às ministras Miriam Belchior e Gleisi Hoffmann. Outros já foram realizados como, por exemplo, as articulações que resultaram na audiência pública realizada na CTASP da Câmara dos Deputados em 18 de abril. Cada contato, cada articulação realizada, cada apoio conquistado resulta em avanços no processo e, por menor que sejam, quando somados, ajudam no alcance dos nossos objetivos. 

Nesta semana em Brasília percebo (e aqui se trata de uma opinião, obviamente) a necessidade de não só intensificarmos as articulações e mobilizações, mas também manter o nível intenso destas mobilizações até o final das negociações, como bem fazem os colegas de algumas SRs, como bem vimos nas notícias publicadas. 

Nesse contexto, considerando ainda o atual cenário com horizonte temporal estabelecido, observo que necessitamos, de forma articulada e coordenada, da participação e engajamento de todos no processo. Assim, propomos os seguintes encaminhamentos: 

1) Que representações de PFAs nas SRs busquem realizar reuniões com cada liderança dos partidos nos estados (a relação foi encaminhada aos Delegados) visando: 

– Apresentar as demandas da categoria e solicitar apoio e interlocução com as Ministras do Planejamento e Casa Civil; 

– Assinatura de Moção de Apoio à Campanha Salarial dos Peritos Federais Agrários (cujo modelo também foi enviado aos Delegados Sindicais); 

2) Que representações de PFAs nas SRs estabeleçam contato permanente junto aos parlamentares que participaram da Audiência Pública, com vistas a seu apoio e presença nas próximas tratativas com o Governo; 

3) Nos Estados que não possuem parlamentares nas lideranças e/ou que não participaram da Audiência, também busquem o apoio à causa por meio de outros parlamentares. 

Sugiro esse encaminhamento por avaliar que se trata de atividades já em andamento, mas que precisam ser intensificadas. No entanto sugiro aos colegas que insiram novas propostas de mobilização e que sejam submetidas à Diretoria para, em caso de deliberação favorável, colocarmos em prática. Nas semanas seguintes, novos Peritos podem se disponibilizar a também ir à Brasília para prosseguir os contatos que estamos cultivando. 

Por fim, apesar de acreditar que ao final desse processo possamos conseguir algo mais condizente com nossas expectativas, vejo que essa conquista só virá com um esforço de todos, em conjunto.