Quarta-feira, 8 de Fevereiro de 2023

8/3: Dia Internacional da Perita Federal Agrária
Elas plantam e colhem a si mesmas

A mulher vem tomando mais espaço no mercado de trabalho e em lutas coletivas. Em pesquisa do IBGE, por exemplo, sua força de vontade vem tomando forma e resultado, e é perceptível nos próprios ambientes de trabalho e estudos.

A Carreira de Perito Federal Agrário possui cerca de 180 mulheres no seu quadro, entre ativas e aposentadas, o que representa um percentual aproximado de 15% dos profissionais. Destas, o SindPFA conta hoje com 146 peritas sindicalizadas e a Direção espera que esse número cresça cada vez mais.

O espaço de trabalho não é caracterizado por gênero, e sim por força de vontade e capacidade. Por muito tempo, a voz de várias mulheres eram caladas no âmbito profissional, resultando em cargos mais baixos e submissos – geralmente liderados por homens.

A atual gestão do Sindicato tem cerca de 20% de mulheres no quadro, sendo três delas na Diretoria Colegiada. A Delegacia Sindical no Amazonas é a primeira completamente feminina, tem como titular a PFA Djalmary Souza e como sua Suplente a PFA Keila Bernardes.

Segundo última pesquisa feita pelo IBGE de 2009, as mulheres já se tornaram maioria na carreira pública. Veja:

Contamos com o depoimento de duas Peritas Federais Agrárias: Gervânia Aparecida da Silva Lobo, Diretora Financeira do Sindicato, e Débora Santana Torres, Delegada Sindical Suplente na SR-28/DFE.

Ambas concordam que a maior das dificuldades em exercer a saída de campo, por exemplo, se baseia na falta de infraestrutura, especialmente quando estão no período menstrual ou gestantes. Alegres, elas confessam que, nessa área, o machismo passa longe. Foram sempre muito bem tratadas pelos colegas de trabalho e não se incomodam com a maioria masculina da profissão.

Mas como nenhuma mulher é igual, as dificuldades e prazeres de cada uma tem suas diferenças: Débora aproveita para dar um lembrete de que temos que entender que homens e mulheres não são iguais. O homem deve entender o limite delas, e Gervânia também diz que todo homem que teve pelo menos uma mãe, sabe que mulher deve ser tratada de forma diferente. Quem é gentil e delicado com sua mãe ou esposa, sabe ser assim também com sua colega de trabalho.

Por isso, hoje parabenizamos todas as mulheres que se tornaram Peritas Federais Agrárias. Onde mesmo com tantas barreiras contra a mulher, não se deixaram abater. Parabéns, Mulher!

Por KASSIO ALEXANDRE BORBA

Coordenador Executivo