Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2023

Em reunião, Presidente do Incra promete GT para Dia do Servidor Público
Grupo discutirá a reestruturação das carreiras e terá 60 dias para apresentação de resultados

Na última sexta-feira, 16/10, o SindPFA foi convidado para uma reunião com a Presidente do Incra, Maria Lúcia Falcón, a fim de tratar da criação do Grupo de Trabalho para a reestruturação das carreiras do Incra, prometido por ela desde as primeiras tratativas com o Sindicato.

O SindPFA foi representado pelo Diretor Presidente, Sávio Feitosa, e pelo Diretor de Comunicação e Marketing, Sebastião Parreira. Participou também a Confederação Nacional das Associações de Servidores do Incra  – Cnasi, por meio da Diretora Cleuza Carneiro. Pelo Incra, além da Presidente, estavam o Diretor de Gestão Estratégica William George Lopes Saab, a Diretora de Gestão Administrativa Cleide Antônia de Souza, o Procurador-chefe Júnior Fidelis e o Assessor Parlamentar Luiz Oliveira.

Maria Lúcia Falcón disse que chegou a hora de iniciar os trabalhos pela reestruturação das carreiras e prometeu assinar a portaria de criação do Grupo de Trabalho para tal num ato no Dia do Servidor Público, 28 de outubro, na Sede do órgão.

Sua composição será de 5 membros, sendo 1 da Diretoria de Gestão Estratégica (DE), 1 da Diretoria de Gestão Administrativa (DA), 1 da Procuradoria Federal Especializada (PFE), 1 do SindPFA e 1 da Cnasi. Cada um com seu respectivo suplente.

O GT terá a coordenação da DA e da DE e, segundo a Presidente, o apoio da PFE e de uma consultoria especializada a ser contratada. Os resultados devem ser apresentados em até 60 dias após o início dos trabalhos. O titular do SindPFA no GT será o Diretor Presidente, Sávio Feitosa, e seu suplente o Diretor de Política Sindical, Gilmar do Amaral.

Durante a reunião, Sávio falou do anseio da categoria em, nesse novo fórum, ver ao menos avançar questões que a Mesa Nacional de Negociação Permanente do Ministério do Planejamento (MNNP) tem sido intransigente, a exemplo da redução de níveis de 16 para 13, a mudança da nomenclatura do cargo, a forma de remuneração (subsídio ou a composição majoritária pelo Vencimento Básico) e a redução da amplitude entre piso e teto, itens já aprovados pela categoria em Assembleia Geral.

Alguns desses itens têm pouco ou nenhum impacto financeiro e, na visão do SindPFA, é um passo inicial a ser dado no processo de reestruturação, disse o Diretor Presidente do Sindicato. Ele informou à Presidente que alguns setores da Administração Federal tiveram demandas específicas desse tipo atendidas pelo governo, cobrando da Direção do órgão a movimentação nesse sentido.

Maria Lúcia Falcón disse que precisa da autorização do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), mas solicitou do Sindicato o envio de todas essas demandas. O SindPFA comprometeu-se a fazê-lo oficialmente ainda no início dessa semana.

Por KASSIO ALEXANDRE BORBA

Coordenador Executivo