Quarta-feira, 8 de Fevereiro de 2023

Nota de desagravo
PFA foi agredido fisicamente por colega servidor em Marabá-PA

O Sindicato Nacional dos Peritos Federais Agrários (SindPFA) vem a público manifestar solidariedade e apoio ao engenheiro agrônomo e Perito Federal Agrário Carlos de Lima Cavalcanti Júnior, lotado na Superintendência Regional de Marabá (Sul do Pará) SR-27, após tomar conhecimento do relato de agressão física sofrida por ele nos corredores da sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária naquela região.

O relato descreve que na manhã desta quinta, 20/8, o técnico agrícola Raimundo Celso Trajano Borges agrediu fisicamente o PFA em um corredor da sede da SR-27. Segundo Cavalcanti Júnior, estava indo da Divisão de Desenvolvimento em direção a sua sala, na Câmara de Conciliação Agrária, quando encontrou o agressor vindo do bloco do Gabinete; ao passar por ele, Trajano Borges bateu o braço propositalmente em Carlos que, ao reclamar de forma não violenta, foi jogado no chão e atingido com vários socos.

Carlos já movia administrativamente, desde julho, dois processos contra o agressor, que é colega de divisão, devido a acusações que ele vinha fazendo sobre si. Pela agressão física, foi registrado Boletim de Ocorrência na Delegacia da Polícia Civil da localidade. A intimidação e agressão não são condizentes com o respeito e ética que devem pautar as relações sociais e profissionais, especialmente em se tratando de serviço público.

Isso posto, o SindPFA reitera o apoio ao PFA Carlos de Lima Cavalcanti Júnior, colocando-se à disposição para auxiliá-lo, administrativa e judicialmente. O Sindicato exorta a Superintendência Regional do Incra em Marabá que instaure processo administrativo, apure o fato com o rigor necessário, em prestígio à legislação vigente, bem como os processos já abertos. O Sindicato acompanhará o caso até que tudo seja esclarecido e reparado.