Terça-feira, 25 de Fevereiro de 2020

Nota de repúdio à fala do Ministro Paulo Guedes
Ao falar da reforma administrativa que pretende apresentar, Ministro da Economia comparou funcionários públicos a "parasitas"

O Sindicato Nacional dos Peritos Federais Agrários (SindPFA) vem a público manifestar repúdio à aviltante e inaceitável fala do Ministro da Economia, Paulo Guedes, que comparou servidores públicos a “parasitas” ao comentar, nesta sexta-feira, 7/2, a reforma administrativa pretendida pelo Governo Federal.

Esse tipo de declaração não está à altura do ocupante de qualquer cargo público, muito menos do titular da pasta responsável pela gestão administrativa do Governo Federal. Ela revela o intuito indigno da reforma administrativa que pretende apresentar, que levará ao sucateamento da estrutura estatal e trazer consequências nefastas ao país.

A postura do Ministro revela, mais do que nunca, a necessidade de zelar pela proteção do serviço público, rechaçando as reiteradas e arbitrárias tentativas de enfraquecimento do Estado brasileiro. Não se engane, são os servidores públicos que tornam realidade as políticas que, por força constitucional, o Estado deve executar em favor da população.

Os servidores públicos são admitidos em concursos públicos altamente exigentes e competitivos, não são eleitos nem indicados por ninguém e são submetidos a processos de avaliação. O nível de exigência para o ingresso e para o exercício da função pública é compatível com a responsabilidade requerida para o cumprimento da missão do Estado.

Definitivamente, os servidores públicos não são privilegiados e culpados pelas desventuras econômicas do país. Pelo contrário, se não fosse o trabalho dedicado dos servidores, os verdadeiros marajás já teriam saqueado todo o patrimônio dos brasileiros.