Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Nota de repúdio acerca da agressão a PFAs em PE
Integrantes do MST protagonizaram lamentável episódio de violência contra 3 servidores

Nessa segunda-feira, 13/11, os Peritos Federais Agrários Isaías Valeriano Leite, Bruno Henrique de Aguiar Moura e Julio Guilherme da Costa foram vítimas de um lamentável episódio envolvendo insultos, agressões físicas, verbais e morais por integrantes integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) em Recife-PE.

Os servidores foram cercados, ameaçados e agredidos com tapas, chutes, empurrões e socos na saída de uma audiência pública promovida pela Comissão de Solução de Conflitos Fundiários do Tribunal de Justiça do Estado, que tratou de áreas de conflitos sócio-agrários no município de Amaraji-PE, onde estavam a serviço do INCRA, e precisaram ser resgatados por força polícial.

O SindPFA condena e repudia o comportamento dos ativistas nesse triste e lamentável episódio. O servidor público é um parceiro da sociedade, indutor das políticas públicas, comprometido com o cumprimento da Lei e, portanto, deve ser respeitado no exercício de seu dever. Por outro lado, o uso da violência nas reivindicações e na vida política só traz prejuízos e dificulta os avanços sociais.

A entidade solidariza-se com os três colegas, que têm histórico de atuação e dedicação às questões relacionadas à obtenção de terras para a reforma agrária e à resolução de conflitos fundiários, e tomará medidas legais e administrativas adequadas.

O caso foi registrado na Polícia Federal. Exortamos às autoridades policiais a fazer uma apuração célere do caso, visando a identificar e punir os autores das agressões, às autoridades do INCRA para implementar ações de proteção aos servidores e de defesa de suas prerrogativas e garantias ao exercício da sua função, e à coordenação do MST para se manifestar publicamente sobre o caso e que fatos como esse nunca mais ocorram.