Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

PFA é finalista do prêmio realizado pelo Ministério do Meio Ambiente
Vencedores do Prêmio A3P Melhores Práticas de Sustentabilidade serão conhecidos no dia 23 de agosto em Brasília

A 7ª edição do Prêmio A3P Melhores Práticas de Sustentabilidade, realizada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), teve os 12 finalistas divulgados no final do mês de maio. Os vencedores serão conhecidos em uma cerimônia de premiação que acontecerá no dia 23 de agosto no auditório da Imprensa Nacional, em Brasília.

Entre os projetos finalistas está o do PFA da SR-13/MT Samir Curi que é mestre em Agricultura Tropical pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O trabalho foi elaborado junto ao Engenheiro Agrônomo da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Ademar Shogi Okada e doutora em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo (EESC-USP), Margarida Marchetto.

O projeto do grupo de Samir Curi tratou-se de um programa piloto iniciado em 2009 para implementação de tecnologias sociais que proporcionassem acesso a água de chuva, saneamento rural e educação ambiental às 360 famílias que vivem na região de Cáceres, alto pantanal Matogrossense. Lá, existem 7 assentamentos da reforma agrária, cerca de três escolas do campo com cerca de 500 alunos que passam pela constante falta de água.

Mapa da localização do programa piloto

O longo período de seca da região e a dificuldade de encontrar fontes de água próximas à região foram o pontapé para a implementação do programa. Dentre as tecnologias sociais propostas estavam as cisternas em residências e escolas, barraginhas, lago de múltiplo uso, consórcio pequi com pastagens, biofossa, adoção de nascentes, etc.

Para execução do projeto o grupo contou com a participação do Incra, Ministério Público, Secretaria de Educação do Mato Grosso, da Empaer-MT, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), da Secretaria Especial de Agricultura Familiar do Mato Grosso (Seaf-MT), Sansuy, Consórcio Nascentes do Pantanal.

A foto acima foi retirada durante a implementação do programa piloto por Ahmad Jarrah. Para conferir mais fotos, clique aqui

A captação de água das enxurradas, implementada pelo projeto, prolongou umidade do solo na microbacia, aumentou o nível de água nas cacimbas que abastecem 150 famílias e 2 escolas do campo, além da redução de erosão nas estradas rurais. Outro resultado positivo do programa foi a melhoria na renda familiar, com aumento de produção na pecuária de leite e geração de novos empregos na região que vinha enfrentando êxodo rural.

Para conferir o artigo sobre o projeto na íntegra, clique aqui.

Solenidade

A solenidade de entrega do prêmio que acontecerá do dia 23 de agosto no auditório da Imprensa Nacional, em Brasília, junto com o 10º Fórum A3P. O evento terá por tema os recursos hídricos e contará com dois debatedores: o diretor de Recursos Hídricos do Ministério, Renato Saraiva Ferreira, que falará sobre a água no meio ambiente, e a professora Luana Di Beo Rodrigues, que abordará o uso da água em prédios públicos.

O SindPFA convida a todos os PFAs à prestigiarem o colega que está entre os 12 finalistas da 7ª edição do Prêmio A3P Melhores Práticas de Sustentabilidade.

Conheça todos os projetos finalistas:

Prêmio

O Prêmio é um reconhecimento nacional de projetos-modelo que se realiza desde 2009. Objetiva reconhecer os projetos implementados, dar visibilidade às iniciativas e incentivar outros órgãos a aderirem à A3P. A premiação acontece a cada dois anos e, até o ano de 2016, 68 projetos de todo o Brasil foram contemplados com o Prêmio: iniciativas que refletem o que há de mais moderno na aliança entre tecnologia, sustentabilidade e gestão pública.

Projetos que podem ser tomados como modelo no que diz respeito ao uso inteligente de recursos naturais e públicos, ao tratamento consciente dos resíduos gerados pelo serviço público e à garantia da qualidade de vida no ambiente de trabalho.

Cursos A3P

O Ministério do Meio Ambiente concluiu o processo de seleção dos consultores que irão realizar cursos de Sustentabilidade na Administração Pública (Agenda A3P) nas cinco regiões do país: Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Os cursos ocorrerão em todas as Unidades da Federação, tanto nas capitais como também no interior, em cidades-polo. Cada UF será beneficiada com a realização de três cursos (três municípios), em média. Nestas contratações são previstos 66 cursos em 66 municípios do país. As turmas devem ser de 60 alunos, em média, o que permite estimar um total de quase quatro mil alunos formados. É a primeira vez que se faz um projeto de capacitação de formato tão abrangente.

Por região, eis a quantidade de municípios que receberão os cursos:

Centro-Oeste: 10
Nordeste: 28
Norte: 7
Sudeste: 13
Sul: 8

A previsão é de que os cursos tenham início nos próximos 15 dias. O cronograma de realização é de responsabilidade de cada consultor ou consultora, que vai construir este cronograma junto com a A3P a partir da lista de municípios constante do edital por região.

Fonte: Assessoria de Comunicação de Ministério do Meio Ambiente 

NATALIA RIBEIRO PEREIRA

Por NATALIA RIBEIRO PEREIRA

Assessora de Comunicação no SindPFA

Tags:, ,