Sexta-feira, 9 de Dezembro de 2022

Preparação para o II CNPFA está nos detalhes finais
Evento acontece de 28/11 a 1/12/2016, em Brasília-DF

Em menos de vinte dias, ocorrerá em Brasília-DF a segunda edição do Congresso Nacional dos Peritos Federais Agrários (II CNPFA). O SindPFA trabalha nos últimos detalhes do evento, que vem sendo preparado desde março.

Ofícios foram emitidos a todos os PFAs que participarão do evento como delegados, subsidiados pelo Sindicato. Neles, são prestadas todas as informações sobre as passagens aéreas, a hospedagem, alimentação e uma abordagem geral da programação e da importância da preparação para vir ao Congresso. Caso não tenha recebido a correspondência, procure o SindPFA.


O EVENTO

O Estatuto do Sindicato reserva grande importância ao CNPFA e atribui a ele a responsabilidade de definir “as diretrizes gerais e propostas de atuação do SindPFA”.

Com o tema central “Governança Agrária como política de Estado”, o evento tem por objetivo discutir os desafios de consolidar a gestão fundiária, ambiental, social e econômica do uso da terra do Brasil como política prioritária de Estado, permeando os seus desafios, o modelo institucional e as políticas de carreira para responder a eles. O evento reunirá, além dos PFAs, outros profissionais da área agrária, do setor público e privado, acadêmicos, autoridades governamentais e convidados de outros países.

A Comissão Organizadora e a equipe de trabalho do Sindicato têm se empenhado dia após dia para que tudo ocorra de acordo com as expectativas dos participantes e almeja que o evento seja um espaço amplo de participação e engajamento da categoria, de modo a inspirar e motivar o enfrentamento dos desafios da Carreira.

O esmero e esforço empregados nessa realização têm por meta fazer do II CNPFA um marco para a categoria, governo e sociedade, e trazer luz ao que são e, principalmente, ao que podem ser os PFAs numa nova institucionalidade para a governança das terras brasileiras.


OS DELEGADOS

São 200 os PFAs que serão delegados no Congresso, cerca de um quarto da força de trabalho na ativa hoje. A participação no CNPFA como delegado representa um relevante mérito e também uma grande responsabilidade: a de representar os demais colegas da regional nas discussões e deliberações.

A Organização recomenda que os delegados releiam atentamente os documentos do evento, em especial o texto-base e o Regimento do II CNPFA, de modo a fazer com que a participação seja a mais proveitosa possível, para si, para os colegas, para a entidade e para o futuro da categoria. É importante a realização de reuniões com os Delegados Sindicais e com demais filiados para discutir e trazer propostas a serem debatidas com os demais participantes. A reunião da Assembleia Geral convocada para hoje, 11 de novembro, teve esse objetivo.

Por uma questão de responsabilidade com os recursos da entidade, a participação do PFA como delegado implica no compromisso de participar de, pelo menos, 70% da programação do evento, sob pena de devolução à entidade dos valores referentes às despesas com passagens aéreas, hospedagem, alimentação, translado ou outras eventuais.

O controle da participação será eletrônico e, ao final, serão emitidos os certificados.

A liberação dos PFAs foi solicitada e autorizada pela Presidência do Incra. O documento está disponível aqui, para consulta.


PASSAGENS AÉREAS

Os PFAs delegados autorizaram, mediante Termo de Compromisso, a emissão dos bilhetes de passagem aéreas. Com isso, o Sindicato finalizou nos últimos dias a compra das passagens dos PFAs que virão ao II CNPFA, um dos últimos passos restantes para o evento e também uma das demandas mais importantes. Mais de 160 passagens foram adquiridas, ao custo de cerca de R$ 140 mil.

O SindPFA buscou os melhores voos, mas nem sempre isso foi possível ou viável economicamente. Nos ofícios enviados, estão em anexo as passagens e todos os delegados têm as informações de deslocamento.

O SindPFA contratou a empresa SLC Viagens para o serviço de agenciamento do Congresso. Ela possui sala no Aeroporto de Brasília e acolherá os participantes, direcionando-os ao transporte terrestre que levará ao hotel. A empresa também providenciará o check-in do retorno.

Qualquer desistência nessa fase implica em ressarcir ao Sindicato todas as despesas realizadas ou comprometidas em virtude da inscrição. A presença de cada PFA é importante para a realização do Congresso e o alcance dos seus objetivos.

Os Peritos da regional de Goiás receberão subsídio para o transporte terrestre a Brasília.


HOSPEDAGEM

O Bay Park Resort Hotel é o local de hospedagem dos PFAs que participarão como delegados do II CNPFA. Estruturado em Brasília desde 1988, o estabelecimento é localizado na orla do Lago Paranoá, o “mar” de Brasília e um dos seus mais bonitos cartões postais. A escolha passou pela localização – a distância até o local de evento é de apenas 5 km – , a qualidade, a vista privilegiada, mas, principalmente, pelo custo-benefício.

BayPark.jpg

O SindPFA utilizará cerca de 60 quartos, preferencialmente triplos, com cerca de 36 m2 cada, para os participantes do Congresso. A hospedagem, alimentação, transporte e translado aéreo dos delegados serão custeados pelo SindPFA, nos moldes do Regimento do II CNPFA.

acomodacao02.jpg


O LOCAL DO EVENTO

O II Congresso Nacional dos Peritos Federais Agrários (II CNPFA) acontecerá no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB).

Específico para a realização de eventos, o espaço possui mais de 67.000m² de área construída e mais de 20.000m² de área locável divididos em 5 pisos. O II CNPFA utilizará uma área total de 679,70m² do 1º piso, que abrigará cerca de 300 participantes, entre PFAs, outros profissionais, estudantes, palestrantes, convidados e entidades parceiras para prestigiar o acontecimento.

O II Congresso promete inovações à primeira edição, ocorrida em 2011. Fruto da própria evolução de representação, o II CNPFA terá uma estrutura sofisticada para os participantes. A área principal do evento ficará concentrada no auditório com 336m². Os grupos de trabalho, que ocorrerão no último dia do evento, três salas abrigarão reuniões simultâneas, cada qual com cerca de 85m² de área e 5m de pé direito.

“Pela proporção do Congresso, com sua relevância e expectativa, o CICB transpareceu ser o melhor espaço. Não só pensando na estrutura, mas também na concepção do espaço em si”, afirma Cléia Nunes, analista contratada pelo SindPFA para operacionalizar o Congresso.

Por KASSIO ALEXANDRE BORBA

Coordenador Executivo

Tags: