Sábado, 20 de Abril de 2024

Servidores de Sergipe denunciam uso de ATER para fins eleitorais
Representação foi apresentada à Procuradoria Regional Eleitoral do Estado

A Associação dos Servidores do Incra em Sergipe (Assincra/SE), com o apoio de PFAs, representou na Procuradoria Regional Eleitoral do Estado de Sergipe contra o possível uso dos Núcleos Operacionais da ATER (Assistência Técnica e Extensão Rural) para reuniões em benefício de determinado candidato e partido político, prática vedada pela Lei 9.504/1997.

Selecionada em chamada pública para uma ação do Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Pronater), sob coordenação do Incra, o Centro Comunitário de Formação em Agropecuária Dom José Randão de Castro (CFAC) possui contrato firmado em mais de 16 milhões de reais com a Autarquia Federal.

Em postagens em redes sociais, há imagens e declarações de técnicos contratados para atuar no programa realizando reuniões para discutirem a eleição do Deputado Estadual João Daniel (PT). As reuniões estariam ocorrendo no Núcleo Operacional de Estância-SE, que custa ao Erário cerca de R$ 1,6 milhão para funcionar.

Em uma publicação no facebook, uma usuária diz: “Nesse momento, os companheiros Esmeraldo, Gileno e Manoel discuti com a Assistencia Tecnica do nucleo de Estância sobre a eleição do nosso Companheiro João Daniel” (sic).

A representação foi protocolada no mês de julho.

Por KASSIO ALEXANDRE BORBA

Coordenador Executivo