Domingo, 27 de Novembro de 2022

SindPFA reúne-se com Maria de Oliveira, Diretora Técnica do Iterpe
Ex-Superintendente Regional do Incra em PE, hoje compõe o Governo de Pernambuco

O SindPFA reuniu-se com Maria de Oliveira, Diretora Técnica do Instituto de Terras e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco (Iterpe), no último dia 13 de março. O Sindicato foi representado pelo Diretor Presidente Substituto, Sávio Feitosa. Maria foi superintendente regional do Incra no Paraná e no Estado do Pernambuco e hoje é integrante da executiva estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que lançará o seu governador, Eduardo Campos, candidato a Presidente da República nas eleições deste ano.

O SindPFA apresentou a ela suas propostas para um novo modelo de política agrária para o país, e explanou sobre a atual situação do Incra e da política de gestão de terras. Falou sobre o trabalho do SindPFA no ano de 2013 na discussão dos temas afetos à área.

Maria de Oliveira falou do trabalho desenvolvido pelo Iterpe: “somos o único instituto hoje que entrega títulos registrados em cartório”, ao relevar as parcerias com os cartórios de registros de imóveis na regularização fundiária de posses no Estado do Pernambuco. Falou do trabalho de longo prazo realizado pelo Instituto em que trabalha para a obtenção de resultados reais e duradouros, como a capacitação de profissionais – advogados, por exemplo – para trabalhar na área e garantir a validade dos títulos. “O Governo do Pernambuco quer entregar 170 mil títulos até o final deste ano, e estamos trabalhando pra isso”, disse ela.

A Diretora do Iterpe agradeceu a conversa e colocou-se à disposição para conversar com o Sindicato sempre que possível. Elogiou a proatividade do Sindicato em discutir os temas da política agrária em alto nível, com propostas robustas, e convidou a entidade para acompanhar seu trabalho em Pernambuco.

Segundo Maria de Oliveira, Campos deve deixar o Governo de Pernambuco em 4 de abril para concorrer. Na última quinta-feira, 27/3, o PSB utilizou o espaço da propaganda política obrigatória para apresentar uma conversa entre Eduardo Campos e Marina Silva, em tom de campanha eleitoral; veja aqui.

Por KASSIO ALEXANDRE BORBA

Coordenador Executivo