Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2023

SindPFA se reúne com a Contag
Encontro discutiu situação da carreira e da autarquia responsável pela reforma agrária

Nesta quinta-feira, 10/10, o SindPFA esteve reunido com Zenildo Pereira Xavier, Secretário de Política Agrária da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag). Sua secretaria é responsável, no âmbito da Confederação, por coordenar as ações para a desapropriação de terras, a organização e a sustentação dos assentamentos, o combate à violência no campo e a regularização fundiária.

Da esquerda para a direita: Zenilton (Contag), Sávio Feitosa (Diretor Presidente Substituto), Carlos Eduardo Garcia (Delegado Sindical do SindPFA em MG) e Marco Antônio Villas Boas (Diretor de Política Sindical Suplente e Delegado Sindical do SindPFA no ES).

A conversa pautou a campanha do SindPFA que denuncia o “falecimento” da reforma agrária e as falas do encontro que a Confederação teve com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, e com o presidente do Incra, Carlos Guedes, na semana passada, onde estes atribuíram à greve dos Peritos Federais Agrários a dificuldade de conclusão dos processos de obtenção para destiná-los a decretos de desapropriação pela presidente da República (vide aqui). O Sindicato já havia informado a Contag por e-mail e por ofício da inverdade da afirmação, bem como encaminhado sua nota de repúdio, aqui postada.

O encontro prestou-se a esclarecer que a categoria não está em greve, nem esteve em 2013. O secretário afirmou que a Contag havia sido informada que o SindPFA não aceitou a contra-proposta alguma do governo, apenas da categoria, e que esta não foi sequer considerada. Coube, portanto, esclarecer, ponto a ponto, o processo de negociação com o governo federal, pontuando que não houve contra-proposta alguma do governo, mas sim da categoria, e não aceita. Deixou-se claro de que lado está a real intransigência. Vários materiais subsidiando as falas foram entregues ao secretário.

Zenildo reconheceu que a proposta do governo não atende a categoria e que não faz sentido haver tamanho distanciamento de carreiras assemelhadas, especialmente com a qual teve origem comum, ficando clara a legitimidade da reivindicação da categoria. Ele destacou a importância de “ouvir o outro lado da história”. O secretário afirmou que levará a questão ao conselho da entidade, destacando a gravidade da situação desencadeada da desvalorização da carreira, como as dificuldades postas diante da entrega de cargos; conselho o qual deve deliberar sobre a confecção de um documento solicitando a “resolução política” da questão pelo governo federal.

O SindPFA orientou as Delegacias Sindicais a buscarem contato com as representações locais da Contag, para reafirmar o apoio às causas dos trabalhadores rurais, sobretudo nas questões que envolvem o acesso à terra, e esclarecer as questões acerca do trabalho dos Peritos Federais Agrários.

Na próxima semana, acontece em Brasília a Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (Condraf), onde vários representantes discutirão questões afins. No dia 16/10, haverá uma grande mobilização dos trabalhadores rurais, à qual o SindPFA foi convidado a participar.

Por KASSIO ALEXANDRE BORBA

Coordenador Executivo