Terça-feira, 25 de Fevereiro de 2020

Dezoito PFAs cursam Especialização em Cadastro na UJaén (Espanha) em 2020
O curso é parte do Programa de Mestrado Internacional em Cadastro Multipropósito e Avaliação da Universidade espanhola

Dezoito PFAs aderiram à oferta de intermédio do SindPFA na Especialização em Cadastro Multipropósito na Universidade de Jaén (Espanha) e vão participar do curso em 2020. O número é crescente em relação ao ano passado, que reuniu onze PFAs na Especialização em Avaliação. Cinco destes continuam a formação neste ano.

Outros dois PFAs, de forma pioneira, já haviam cursado a Especialização em Cadastro em 2018, antes do convênio entre SindPFA e a Universidade: Gilmar do Amaral (SC) e Sávio Feitosa (Sede), então Diretor Presidente do Sindicato, responsável por firmar o convênio que vem sendo operado desde o ano passado.

Estão entre os alunos deste ano a Diretora Presidente do SindPFA Djalmary Souza (AM), o Diretor de Formação Profissional Alexandre Cavalcanti (PE), e o Diretor Parlamentar Francisco Marote (SP), de modo que a Direção se faz presente e também preza pelos mesmos objetivos da entidade ao promovê-lo.

 

Há colegas de todas as regiões, o que confere diversidade e representatividade ao grupo e muito contribuirá para entender a abrangência do tema às peculiaridades regionais. A regional com maior representação é o Médio São Francisco, com cinco participantes; seguida de Bahia, Goiás, Rondônia, e São Paulo, com dois cada. Sede, AM, PE,  SE e TO tem um cada. Os alunos são:

Adalberto Campinho da Silva (MSF)
Alexandre da Silva Cavalcanti (PE)
Antonio Raimundo Alves Pereira (BA)
Clesio Pionorio Pereira Vilaronga (MSF)
Djalmary de Souza e Souza (AM)
Emerson Leopoldo Lima de Alencar (MSF)
Evane Ferreira Junior (GO)
Francisco Miguel Manovel Marote (SP)
Israel Ely de Almeida Oliveira (BA)
Leonardo Queiroz da Silva (Sede)
Luciene Martins dos Santos Sena (TO)
Luiz Ronaldo Nali (MSF)
Moacir Andre Horn (RO)
Renato Faccioly de Aguiar (MSF)
Reginaldo Toledo Ruiz (SP)
Tiago de Melo (GO)
Wehelbio Nepomuceno Sinval (RO)
Zeni Goes Brandino (SE)

A oferta do Sindicato incluiu subsídio financeiro parcial e vantagens aos participantes no pagamento. O Sindicato assumiu o risco cambial e se encarregou dos trâmites do repasse internacional e das tarifas aplicáveis. Isso porque o Sindicato considera o tema estratégico para a atualidade e entende que precisa ter profissionais habilitados para pautar o assunto institucionalmente, motivo pelo qual o Sindicato o privilegia na política de formação profissional. É instrumento de valorização profissional, pessoal e coletiva, algo pelo qual a entidade trabalha continuamente.

A aula inaugural aconteceu no dia 17 de janeiro, sexta-feira. Além dos PFAs, o curso tem participantes da Espanha, Argentina, República Dominicana, Paraguai, Colômbia, Panamá, México, entre outros. Todos os participantes brasileiros são os que o SindPFA matriculou.

Foi formado um grupo de whatsapp para facilitar a comunicação entre os participantes.

 

KASSIO ALEXANDRE BORBA

Por KASSIO ALEXANDRE BORBA

Coordenador Executivo no SindPFA