Quarta-feira, 20 de Março de 2019

Diretoria segue empenhada em lutar por institucionalidade e Carreira fortes
Reunido em Brasília, o corpo diretivo da entidade traçou planos e se reuniu com autoridades

Na semana de 18 a 22/2 o SindPFA reuniu em Brasília sua Diretoria Colegiada para delinear planos e estratégias para o mandato que se inicia. Foi a primeira reunião do corpo diretivo após entrar em exercício, iniciado em 1º de janeiro, e congregou titulares e suplentes das pastas. A posse havia sido ainda em dezembro.

Em período coincidente com as movimentações de praxe de inícios de Governo, a Diretoria aproveitou a oportunidade para viabilizar agendas com gestores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Houve reunião com o novo Presidente João Carlos Jesus Corrêa e com o Ouvidor Agrário João Miguel Souza Aguiar Maia, reuniões também com a Diretora de Gestão Administrativa Eva de Souza Sardinha e o Diretor de Gestão Estratégica Marco Antônio dos Santos e, ainda, uma agenda com a Procuradora-Chefe Renata Silva Pires de Carvalho.

Houve compromissos no Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) e com a Assessoria jurídica do Sindicato, tendo em vista que a semana também marcou o envio, pelo Executivo, da Proposta de Emenda à Constituição nº 6/2019, a chamada reforma da Previdência, que contém pontos que atentam contra o servidor público e devem ser combatidos. Nova reunião do Fórum ocorreu na terça, 26/2, para definição de estratégias.

Os diretores discutiram um Plano de Trabalho, que está em revisão e em breve será apresentado à categoria para melhoramentos. Inclui uma atuação permanente e mais profícua em instâncias relevantes no cenário político, como o Fonacate, o Sistema Confea/Crea, o Parlamento etc., uma comunicação mais efetiva com a categoria e maior interlocução com os Delegados Sindicais. Nos próximos meses, a entidade realizará reunião do Conselho de Delegados Sindicais. Durante a reunião, a Diretoria nomeou Delegados Sindicais para seis regionais vacantes.

Os objetivos englobam também melhoramentos administrativos, estruturação da entidade para atender as demandas jurídicas individuais dos associados relacionadas ao exercício da função de PFA. O processo da progressão funcional, já em tratamento, é um deles. Detalhes sobre eles surgirão em breve. Estão nos planos desenvolvimento de políticas para aposentados, tais como a criação de um canal do aposentado para contato com esse público, políticas de preparação para aposentadoria e atenção a mudanças previdenciárias.

Para o sucesso desses planos, é imprescindível a retomada das discussões na base. Veja aqui o informativo da Diretoria à categoria.

KASSIO ALEXANDRE BORBA

Por KASSIO ALEXANDRE BORBA

Coordenador Executivo no SindPFA